Sistema Origen deve facilitar trabalho de criadores e inspetores técnicos

Conhecer os dados referentes ao melhoramento genético dos animais e as informações sobre seu registro genealógico se tornou imprescindível para o aprimoramento e a seleção dos rebanhos da raça Angus no país. Com o Origen, sistema lançado no mês de junho pela Associação Nacional de Criadores Herd-Book Collares (ANC), criadores e inspetores técnicos poderão consultar essas informações de forma prática e ágil em uma única interface. O pesquisador e chefe-geral da Embrapa Pecuária Sul, de Bagé (RS), Fernando Cardoso, apresentou a nova plataforma a inspetores técnicos da Angus que participaram do terceiro encontro do Programa de Atualização Técnica Contínua, promovido pela Associação Brasileira de Angus, nesta segunda-feira (28/6).

Para Cardoso, o Origen facilitará o trabalho de criadores e de inspetores técnicos das raças, uma vez que reúne em um único sistema dados importantes para a tomada de decisões nas propriedades. “A vantagem é a integração dos dados de registro genealógico, ou seja, de pedigree, com as informações de desempenho dos animais nas fazendas”, acrescentou. O sistema integra a base de dados de genealogia da ANC e do Programa de Melhoramento de Bovinos de Carne (Promebo), além de contar com mais de 2,5 milhões de informações como, por exemplo, comunicados de cobertura, registros de nascimento, aquisição de sêmen, entre outros. E, no caso da Angus, segundo Cardoso, o Origen também disponibiliza ​as informações genômicas dos animais que já foram genotipados. “As informações dos animais no Origen estão disponíveis para toda e qualquer pessoa”, destacou.

Durante a conversa com os inspetores, o pesquisador também falou sobre a implementação da avaliação genômica e os ganhos que ela pode trazer aos criadores, especialmente na acurácia de touros jovens sem ou com poucos filhos. “Tiramos várias dúvidas dos técnicos, desde a formação dos grupos de manejo, avaliação de fêmeas e de machos, até alguns problemas que eles têm vivenciando no campo. Foi um momento de integração”, afirmou o gerente de Fomento da Angus, Mateus Pivato.

O primeiro encontro da Atualização Técnica contou com a participação da professora da Universidade Federal de Santa Maria (UFSM), Luciana Potter, que abordou a nutrição de reprodutores. No segundo bate-papo, o professor da Universidade Estadual Paulista (UNESP), José Luiz Moraes Vasconcelos, falou sobre atualizações e estudos nos protocolos de Inseminação Artificial por Tempo Fixo (IATF). “Esses encontros estão nos auxiliando a levar conhecimento de forma objetiva ao corpo técnico da Angus, que trabalha de Norte a Sul do país para auxiliar os criadores e produtores da raça”, avaliou Pivato.

0 comentários on Sistema Origen deve facilitar trabalho de criadores e inspetores técnicos