Cabanhas Arandú e Acácia se consagram campeãs na 46ª Expofeira de Rio Grande

A Cabanha Arandú, do criador Ronaldo Zechlinski de Oliveira, de Rio Grande (RS), conquistou três prêmios no julgamento do Campeonato Rústico da raça Angus na 46ª Expofeira de Rio Grande. Nos machos, julgados na sexta-feira (13/11), o título de Grande Campeão PO foi para touro de tatuagem P25. Já nas fêmeas, julgadas no sábado (14/11), o reconhecimento de Grande Campeã CA foi para a fêmea de tatuagem 85 e o de Grande Campeã PO ficou com a fêmea P42. A Cabanha Acácia, de Dom Pedrito (RS), do pecuarista Alvaro Salles, consagrou-se com o título de Grande Campeão CA, com o touro 3019. O julgamento foi comandado por Leandro Freitas.

O destaque, para Zechlinski, foram as terneiras vencedoras. “O jurado considerou que são animais bem adaptados, com frame baixo para se adaptar à região. São fêmeas bem desenvolvidas, que vão ter futuro”, afirmou. No total, 27 animais foram avaliados.

Grande Campeão PO (tatuagem P25). Foto: Ronaldo Zechlinski de Oliveira

Pista limpa em Rio Grande

A exposição ainda contou com remate de gado geral e de elite que, ao total, faturou R$ 630 mil com a venda de 18 touros e de 17 fêmeas. Nos machos até dois anos, a média ficou em R$ 10.000,00 e nos touros de até três anos a média foi de R$ 12.500,00. As fêmeas CA com um ano com registro provisório chegaram à média de R$ 2.200,00.

Segundo Zechlinski, houve alta procura por touros. “Foi a primeira vez na história do remate em que 100% da oferta foi vendida para o próprio município de Rio Grande”, revelou. O remate, que ocorreu logo após os julgamentos dos animais, ficou sob responsabilidade da Ponteiro Negócios Rurais.

Compartilhar
0 comentários on Cabanhas Arandú e Acácia se consagram campeãs na 46ª Expofeira de Rio Grande