Seleção de criatórios para programa de genômica avança em cinco estados

A Associação Brasileira de Angus está avançando na definição das cabanhas que participarão do programa de genômica desenvolvido em parceria com a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa). Pecuaristas do Rio Grande do Sul, São Paulo, Paraná, Santa Catarina e Minas Gerais participaram da reunião virtual nesta quarta-feira (12/8) que detalhou os pré-requisitos e os protocolos que deverão ser aplicados por criadores interessados em participar. Entre as propriedades que manifestaram interesse em integrar o projeto de imediato estão Cia Azul Agropecuária, de Susana Macedo Salvador (Uruguaiana/RS), Cabanha Santa Eulália, de Joaquim Francisco Bordagorry de Assumpção Mello (Pelotas/RS), Cabanha La Coxilha, de Gabriel Barros (Cacequi/RS) e Fazenda Brasil Florestal, de Nivaldo Dzyekanski (Itaiópolis/SC).

Para Dzyekanski, que fez a abertura do encontro como presidente da Angus, o programa é fundamental para o desenvolvimento da raça no país. “Todos nós sabemos as qualidades da carne Angus, mas precisamos tropicalizar mais os animais. Temos que identificar indivíduos resistentes ao carrapato para avançarmos o Brasil Central com exemplares que suportem o calor e o ectoparasita para que tenhamos oferta de animais em cobertura de monta natural”, afirmou.

Os pré-requisitos e os protocolos do projeto foram apresentados pelos pesquisadores da Embrapa Pecuária Sul Fernando Flores Cardoso e Claudia Cristina Gulias Gomes. Alguns dos pré-requisitos são: ter animais inscritos no Programa de Melhoramento de Bovinos de Carne (Promebo) com avaliação de desmama e sobreano, incluindo o escore de comprimento do pelame; e assumir o compromisso de manter o grupo de animais em campos naturalmente infestados com carrapato e acompanhar a carga parasitária. Ao serem selecionadas, as propriedades terão seus técnicos treinados para fazer o acompanhamento dos bovinos durante o período da pesquisa. “Nosso intuito é completar o banco de dados de fenótipos e genótipos para que possamos ofertar um serviço de predição genômica à resistência ao carrapato da raça Angus”, explica Claudia.

Cardoso discorreu sobre a importância da realização da coleta de dados para que se constitua uma base consistente e, consequentemente, possa se predizer a resistência ao carrapato com mais confiabilidade. Já o médico veterinário e gerente de Fomento da Angus, Mateus Pivato, reforçou as vantagens que os criadores têm ao serem selecionados para o projeto como, por exemplo, garantir a genotipagem de todos os animais participantes de forma gratuita.

A Associação Brasileira de Angus segue com inscrições abertas para criatórios até o dia 21 de agosto. Para candidatar-se basta manifestar interesse através do e-mail [email protected] ou do telefone (51) 99916-914.

Foto: Carolina Jardine

Compartilhar
0 comentários on Seleção de criatórios para programa de genômica avança em cinco estados