Custo-benefício da raça Angus é destaque em videoconferência com a Alta Genetics

A busca por excelência nas três frases da pecuária de corte – cria, recria e engorda – é constante. Do pasto ao prato, a preocupação por entregar qualidade e otimizar os ganhos atinge todos os elos da cadeia, indo do produtor ao frigorífico. Para alcançar esses resultados positivos, o acesso à informação é essencial, pois facilita a tomada de decisão dos pecuaristas na fazenda. Esse foi o foco da videoconferência entre a Alta Genetics e o Programa Carne Angus Certificada realizada nesta quarta-feira (3/6). Com mediação da técnica de corte Luiza Mangucci, a gerente nacional do Carne Angus, Ana Doralina Menezes, e o coordenador Maychel Borges apresentaram a relação custo-benefício da raça aos participantes.

A valorização da Angus no mercado foi mostrada em números. Segundo relatório da Associação Brasileira de Inseminação Artificial (Asbia), a raça possui o maior volume de comercialização de doses de sêmen das raças de corte no país, liderança que é assumida desde 2019, com 11 milhões de doses computadas no ano passado. Para Ana Doralina, os altos níveis positivos só são possíveis graças à colaboração de todos os envolvidos na cadeia, como técnicos, produtores e empresas de insumo. “Os números mostram que já conquistamos o nosso espaço, porém ainda temos muito trabalho pela frente. A genética é essencial dentro de um sistema produtivo quando se deseja produzir uma carne de qualidade, mas o pecuarista também deve atentar a nutrição, sanidade e manejo dos animais”, afirma.

Para Borges, o Programa Carne Angus é um facilitador de negócios, que leva satisfação ao produtor, ao frigorífico e às empresas de genética ao verem suas metas de trabalhos sendo batidas. O coordenador ainda reforça que cada pecuarista precisa trabalhar com a genética adequada para a realidade da sua propriedade. “Para alcançar os objetivos da certificação Angus, o produtor precisa se planejar e desenhar um modelo ideal para a sua fazenda. É nesse contexto que empresas como a Alta Genetics entra, na posição de parceira na busca da melhor genética dentro da raça Angus”, pondera.

Outro ponto abordado na conferência virtual foi a exigência do consumidor por cortes que apresentem selos de qualidade. Segundo Borges, a importância dos selos de certificação já vinha crescendo na ponta final da cadeia, mas, com a pandemia, a tendência é que essa valorização aumente ainda mais. “Tanto o produtor como o consumidor tendem a dar mais importância para a qualidade dos produtos. O pecuarista vai enxergar sua propriedade como uma empresa, se preocupando com o que o mercado está pedindo. Por outro lado, o consumidor está exigindo os selos, aumentando a demanda do varejo”, reforça.

A Alta Genetics é uma central de genética que presa por construir relacionamento de longo prazo com seus clientes, entregando lucratividade e sêmen de confiança para os produtores. “A Alta é uma parceira antiga da Associação Brasileira de Angus, que vem desempenhado um papel muito importante com a raça. O foco é ajudar o produtor a aumentar seus resultados, trabalho que não busca apenas comercializar genética, mas também levar produtividade para todos os elos da cadeia”, afirma Ana.

Foto: Gabriel Olivera

Compartilhar
0 comentários on Custo-benefício da raça Angus é destaque em videoconferência com a Alta Genetics