Paraná reavalia agenda de exposições

A agenda de exposições da raça Angus no Paraná deve sofrer mudanças em 2020 em função da suspensão da vacinação para febre aftosa e do fechamento de divisas para animais vacinados de outras regiões do país. O tema foi alvo de debate em jantar promovido pelo Núcleo de Criadores de Angus do Oeste do Paraná na sede do Sindicato Rural de Cascavel. Segundo o presidente da Associação Brasileira de Angus, Nivaldo Dzyekanski, há diversas opções em análise, e a escolha ficará a cargo do Núcleo. Uma das alternativas é não participar da Expolondrina – feira realizada anualmente no Estado e que pontua para o ranking nacional da raça – e fortalecer a presença no Show Pecuário. “Foi um momento de integração dos criadores e troca de experiências. Já é o segundo ano que consigo estar aqui com os pecuaristas do Paraná e nossa visita é sempre muito proveitosa”, pontuou o presidente logo após jantar de confraternização. “Falamos muito sobre a situação da vacinação da aftosa e sobre os reflexos que isso trará aos criadores paranaenses”, completou.

Dzyekanski esteve em Cascavel esta semana para participar do Show Rural Coopavel, evento que conta com programação da raça. Entre as ações da Angus na exposição deste ano, destaca-se a mostra de animais que atrai atenção de novos investidores e curiosos em saber mais sobre o gado Angus e sobre a qualidade da carne Angus Certificada. Durante visita ao Paraná, o presidente também esteve reunido com membros da diretoria da Cooperaliança, em almoço regado a carne Angus, para tratar de perspectivas de mercado futuras. “Com o novo panorama da vacinação da febre aftosa, a situação melhora”, afirmou. Dzyekanski destacou, também, a importância de estar presentes em feiras internacionais, como é o Show Rural. “É uma bela oportunidade para ouvir os produtores, a indústria e os consumidores”, finalizou.

Foto: Cláudio Azevedo

Compartilhar
0 comentários on Paraná reavalia agenda de exposições