Integração é foco de projetos da Angus

Presente em peso na abertura da reunião anual de Inspetores Técnicos realizada nesta segunda-feira (18/03), em Santana do Livramento (RS), a diretoria da Associação Brasileira de Angus abriu os trabalhos com discurso de integração entre as equipes administrativa e do Programa Carne Angus Certificada. O presidente da Angus, Nivaldo Dzyekanski, reforçou a importância dessa união para elevar cada vez mais os padrões de qualidade para produção de cortes Angus. Ao lado dos diretores Caio Vianna, Ignacio Tellechea, Milton Moraes Filho, Luís Felipe Cassol, Flávio Alves e Márcio Sudati, o presidente disse que o corpo técnico é a “linha de frente” da associação. “É o corpo mais importante de qualquer raça”, pontuou. Dzyekanski ainda falou sobre a aproximação entre a Angus e a ANC e parabenizou a entidade parceira pelos avanços.

Em seu pronunciamento, o presidente disse que a Angus precisa voltar-se para seus problemas de forma a avançar cada vez mais e atender as diversidades climáticas do Brasil. “Quem vai apontar as soluções para esses dilemas são vocês, que têm vasta experiência”, disse, dirigindo-se aos inspetores técnicos.  Dzyekanski citou ainda que a liderança da Angus está atrelada diretamente ao mercado e à demanda aquecida por cortes Angus. Desta forma, lembrou da importância do Programa Carne Angus para maximizar o resultado financeiro do pecuarista que, segundo ele, deve buscar cada vez mais elevar o grau de excelência das carcaças. “Precisamos ter ferramentas mais qualificadas, como o programa de ultrassonografia para a avaliações de carcaças, serviço subsidiado pela Angus”. E lembrou que os dividendos obtidos pela Angus em sua gestão serão revertidos para ações de fomento à excelência a exemplo do encontro dos técnicos Angus, que, neste ano, também integrou os coordenadores do Carne Angus.

O vice-presidente Caio Vianna lembrou que o Carne Angus “não roda” sem profissionais no campo fomentando rebanhos para que se tenha a carne premium Angus tão apreciada no varejo. “Não podemos segmentar, dividir. Temos que somar. Para termos Carne Angus,  precisamos de matéria-prima. E essa oferta depende do trabalho dos técnicos”, frisou Vianna. O diretor Márcio Sudati citou o interesse em implementar uma gestão moderna e colaborativa.  “Todos somos colegas. E os assuntos devem ser debatidos por todos os ângulos, integrando inteligências”.  Milton Moraes Filho ressaltou que seu trabalho no Programa Carne Angus buscará aproximar a associação dos produtores de carne. “A carne Angus anda sozinha. Se a diretoria fomentar mais, ela decola”, frisou, lembrando da necessidade de buscar animais cada vez mais bem acabados.

Felipe Cassol reforçou a importância de garantir que o sucesso da marca Angus reflita-se em frutos para os pecuaristas. O diretor Flávio Alves destacou que a meta de diretoria de aproximação está concretizada na reunião de técnicos de 2019, primeira a contar com presença massiva da diretoria. Na reunião, também foi anunciado que Alves atuará junto aos Núcleos da Associação Brasileira de Angus para desenvolver maior integração com as regionais.

Novidades na ANC

 O presidente da ANC, Ignacio Tellechea, fez apresentação sobre os projetos à frente da associação e mudanças promovidas nos serviços prestados ao longo dos últimos anos. Acompanhado por toda a equipe da ANC que veio a Livramento exclusivamente para a reunião, o presidente relatou o projeto de atualização do sistema de registro que permitirá agilizar o atendimento aos criadores e que deve ser finalizado na atual gestão.  A pretensão é que, até 2021, 100% dos serviços prestados pela ANC possam ser processados e consultados na área restrita do site. Entre as metas para esta administração, ainda está a reforma na sede administrativa da ANC e a digitalização do acervo físico.

Presidente da ANC, Ignacio Tellechea

A diretoria da ANC também pretende reformular os convênios com as associações de raça, entre eles o da Associação Brasileira de Angus, que responde pela maioria dos registros realizados. Com isso, explicou Tellechea, deve ser implementado uma política de isenções para serviços e taxas associativas que tornem o registro de animais mais atrativo aos criadores.

Na sequência, a superintendente da ANC, Silvia Freitas, repassou atualização sobre os registros Angus junto à ANC e detalhou os avanços realizados no Promebo. A chefe da STA/ANC, Gabriela Tavares, ainda apresentou as funcionalidades do novo sistema e ensinou o corpo técnico a preencher as planilhas e catalogar todos os dados de forma correta.

Fotos: Carolina Jardine

Compartilhar
0 comentários on Integração é foco de projetos da Angus