Rio da Paz leva Mérito Genético 2018

A Fazenda Rio da Paz, de Cascavel (PR), venceu o Mérito Genético 2018, prêmio concedido pela Associação Brasileira de Angus e que destaca o criatório com maior resultado no ano em melhoramento de rebanho. A revelação ocorreu na noite de sexta-feira (7/12), durante jantar realizado na sede do clube Veleiros do Sul, em Porto Alegre (RS). Esta é a primeira vez que a propriedade, que tem 600 exemplares puros, 1,6 mil cabeças de gado geral e trabalha com ciclo completo, leva o prêmio. “É o reconhecimento de um trabalho meu, de toda a família e daqueles que nos ajudam na fazenda”, reformou o criador Renato Zancanaro, que confessou “há anos almejar a vitória no Mérito”.

A Fazenda Rio da Paz é um projeto familiar iniciado ainda com o patriarca Antônio Zancanaro, hoje com 74 anos. Até o final dos anos 90, a criação estava focada em zebuínos, e a migração para a Angus veio quando o filho Leandro Zancanaro veio ao Rio Grande do Sul e conheceu rebanhos pretos na região de Santa Maria. Depois de testes com outras raças, rapidamente os Zancanaro optaram pela Angus. De lá para cá, a genética da propriedade vem se destacando, com produção de reprodutores de alta performance no Promebo.

Além do mérito, também foram entregues durante a solenidade os troféus aos vencedores do Ranking de Criadores de 2018. A Cabanha São Marcos/Fazendas Reunidas Pansul, de Itapeva (SP), venceu o Ranking Nacional de Expositores Angus de 2018. Entre os criadores, a vitória no Ranking Nacional foi para Paulo de Castro Marques, da Casa Branca Agropastoril. Na disputa dos rústicos, quem fecha o ano em destaque é a Cabanha Soldera, dos Irmãos Soldera, de Panambi (RS).

 

Nova Diretoria

A festa de fim de ano da Associação Brasileira de Angus também foi marcada pela apresentação da nova diretoria eleita nesta sexta-feira. Encabeçado pelo presidente Nivaldo Dzyekanski, o grupo – que será empossado oficialmente em 11 de janeiro – deve administrar a entidade até 2020. “Estou assumindo a Angus pelo grande desafio que representa liderar a entidade no estágio em que está”, referindo-se aos excelentes resultados relatados em assembleia geral de criadores pela manhã. Em seu discurso de boas-vindas, o criador de Itaiópolis (SC) reforçou o trabalho que conduziu a Angus até o momento atual. Fez homenagem ao atual presidente, José Roberto Pires Weber, e ao diretor do Programa Carne Angus, Reynaldo Salvador. “O Carne Angus tem 15 anos é o maior programa de carne do Brasil. Cresce ao nível de 10% ao ano e temos uma meta de abater 1 milhão de animais ano até 2020. Tenho convicção de que isso é resultado do sacrifício de vocês”, disse, pedindo palmas em retribuição ao grande trabalho. Ao citar suas metas, disse que quer “consolidar a carne Angus como a carne gourmet brasileira”. E reforçou a importância do melhoramento genético e da aproximação com corpo técnico para atingir esse objetivo.

Em seu pronunciamento, Weber reforçou a ação combativa da Angus nos últimos anos em favor da pecuária e do desenvolvimento do Brasil e agradeceu a sua diretoria pelo empenho ao longo dos últimos quatro anos em que presidiu a associação. “Ninguém faz nada sozinho. Tive sorte e habilidade, e conseguimos, juntos, fazer um bom trabalho. Estamos entregando a Angus equilibrada e em excelente situação financeira. Também temos uma equipe exemplar que é fundamental no processo de qualidade”. E disse mais: “A raça Angus é fantástica. Se a gente não atrapalhar, ela vai sozinha, conquistando caminhos e vitórias”. Emocionado, dirigiu-se a sua esposa Susana Weber para enaltecer sua força e apoio em todos os momentos que marcaram uma caminhada de 36 anos presidindo diferentes entidades, entre elas a Angus. “Não teria conseguido isso sem uma mulher forte, parceira e que me ajudou nas horas mais difíceis. Por que mulher anda ao lado da gente ou um passo na frente”.

Nivaldo Dzyekanski e José Roberto Pires Weber Foto: Zzn Peres

Compartilhar
0 comentários on Rio da Paz leva Mérito Genético 2018