Uruguai trabalha pela construção de uma pecuária natural

Foto: Olga Silva

Foto: Olga Silva

Para compartilhar a experiência uruguaia na construção de uma carne de qualidade preocupada com a vida natural, a palestra da diretora de marketing do Instituto Nacional de Carnes do Uruguai (INAC), Silvana Bonsignore, destacou a trajetória do produto referência nos cinco continentes. Segundo a convidada, a mudança começou a partir da percepção de que era preciso parar de vender carne para, então, vender confiança. “Nós percebemos que cada vez mais o consumidor se preocupa com a origem do que ele consome. Ou seja, além dos benefícios alimentares do produto, ele quer saber como é o tratamento do animal”, destacou.

 

A economista também lembrou a crise vivenciada pelo país em 2005. “Naquele momento, perdemos todo o estado sanitário construído pelo setor e, com isso, também muito mercados”. Segundo Silvana, a construção de uma pecuária natural ganhou um novo capítulo com a crise e impulsionou estudos que contribuíram para a consolidação da carne uruguaia. “Investimos pesquisas cientificas, certificações e tecnologia”, disse a palestrante.

 

Nos últimos anos, o instituto também tem apostado em grandes parcerias. Criou campanhas que unissem a experiência de consumir uma carne de qualidade com setores da sociedade mais próximas do consumidor. Entre essas ações, destacou o projeto realizado nas últimas copas do mundo, onde inseriu um foodtruck com produtos angus e o Museu das Carnes, um projeto itinerante que percorre países do mundo inteiro mostrando as origens da carne. “Nossos próximos passos estão focados no digital, queremos mostrar a qualidade da nossa carne para todos os cantos do mundo”, destacou.

 

0 comentários on Uruguai trabalha pela construção de uma pecuária natural

Post a comment

O seu endereço de e-mail não será publicado.