História de sucesso no Brasil

Fábio Medeiros relatou caminho trilhado pela Angus no Brasil Crédito: Olga Silva

Fábio Medeiros relatou caminho trilhado pela Angus no Brasil Crédito: Olga Silva

O gerente do programa Carne Angus, Fábio Medeiros, fez a primeira palestra do 3º Congresso Brasileiro de Angus traçando um histórico da raça, que chegou oficialmente ao Brasil em 1906 com a importação de um reprodutor do Uruguai. “Há registros de famílias que tinham animais Angus no Rio Grande do Sul antes disso, mas, oficialmente, o livro foi aberto em 1906”. Em pouco mais de 50 anos, a Angus já era a terceira ou quarta raça do Rio Grande do Sul. “Os criadores queriam ‘pretear’ o Brasil”, disse Medeiro, lembrando frase do criador e primeiro presidente da Associação Brasileira de Angus, Flávio Bastos Tellechea, que, ao lado de um grupo de 80 pecuaristas, fundou a Associação Brasileira de Angus em 1963.
Medeiros ainda lembrou a experiência frustrada do cruzamento realizado nos anos 80 e 90, quando pecuaristas utilizaram o artifício sem critérios mercadológicos e acabaram tachando o cruzado como algo negativo. “O Cruzamento desmoronou. Cruzávamos sem o mínimo critério as raças com animais zebuínos. Ao invés de termos um produto diferenciado, tínhamos uma misturada. E, com isso, o animal cruzado perdeu atratividade pela indústria devido à falta de padronização”

 

A mudança de cenário veio nos anos 90 quando se começou a pensar em um novo modelo de cruzamento. Após o 1º Congresso Brasileiro de angus, em 1989, surgiu o embrião do que hoje tornou-se o Programa Carne Angus Certificada. Inicialmente em pequena escala com a criação do selo Carne Angus, em 2001, e mais tarde com a expansão das ações pelo Brasil. “Hoje temos 3 milhões de terneiros Angus nascidos ano Brasil todos os anos”, pontuou.

0 comentários on História de sucesso no Brasil

Post a comment

O seu endereço de e-mail não será publicado.