Tratamento de terneiros é foco de treinamento em Uruguaiana

Curso teve sua primeira edição no Rio Grande do Sul no dia 3 na Cabanha Umbu. Crédito:Mateus Pivato

Curso teve sua primeira edição no Rio Grande do Sul no dia 3 na Cabanha Umbu. Crédito:Fernando Velloso

O projeto que vem sendo desenvolvido pela Associação Brasileira de Angus para garantir maior controle do carrapato nos criatórios brasileiros realizou no dia 3 de fevereiro, na Cabanha Umbu, em  Uruguaiana, seu primeiro treinamento no estado do Rio Grande do Sul, com a participação de funcionários, consultores da Elanco e inspetores técnicos da Angus. O planejamento das aplicações na categoria de terneiros foi um dos assuntos mais discutidos.

 

Diferente do que pensam muitos pecuaristas, as primeiras aplicações de carrapaticida devem ser feitas já nos terneiros de 4 a 5 meses. O manejo foi defendido pelo gerente técnico da linha de bovinos da Elanco, Octaviano Pereira Neto, que pontuou a importância de não deixar brechas que contribuam para infestação de todo o rebanho. A alegação é que terneiros não precisam ser infestados de carrapato para adquirir resistência à tristeza parasitária uma vez que os químicos utilizados agem basicamente nos momentos das mudas de fase do parasita, permitindo que os mais jovens entrem em contato com o bovino sem gerar maiores danos. As orientações foram bem recebidas pelo administrador da Umbu, o médico veterinário Mário Luiz Riveiro, e anotadas como principal ponto a ser revisado no manejo das 3 mil cabeças de gado, que também incluem as operações das estâncias Contestada e Timbaúba, ambas localizadas em Uruguaiana.

 

Um dos berços da Angus, a Umbu foi palco de mais uma edição do circuito de treinamentos contra o carrapato promovido pela Associação Brasileira de Angus e Elanco, que já esteve em propriedades em São Paulo. “Foi muito bom. Várias coisas já eram aplicadas no nosso manejo, mas sempre se aprende coisas novas”, completou o médico veterinário, lembrando da importância de calcular bem a dose a ser ministrada a cada animal. “Aqui na Umbu o animal sempre passa pela balança para que ministremos a dose exata“, conta.

 

Acompanhando os trabalhos, o técnico de Fomento da Associação Brasileira de Angus, Mateus Pivato, destacou o bom andamento do projeto e a grande receptividade do criador Ângelo Bastos Tellechea. “Foi um momento excelente de troca de informações e interação entre a equipe técnica da Angus e os criadores”, completou. Também estavam presentes os inspetores técnicos da Angus, Renato Paiva, Josemim Guerrero e Fernando Velloso, além da coordenadora do PROMEBO, Fernanda Kuhl.

 

Para participar do projeto e receber, sem custo, a equipe da Elanco, o criador deve entrar em contato com a Associação Brasileira de Angus pelo telefone (51) 3328-9122, solicitar inclusão e justificar o interesse.

Funcionários da Umbu, técnicos da Angus e da Elanco participaram de interação em Uruguaiana Crédito: Mateus Pivato

Funcionários da Umbu, técnicos da Angus e da Elanco participaram de interação em Uruguaiana Crédito: Fernando Velloso

umbu3

Crédito: Fernando Velloso

umbu2

Crédito: Fernando Velloso

Compartilhar
0 comentários on Tratamento de terneiros é foco de treinamento em Uruguaiana

Publicar Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *