Bataguassu (MS) recebe o maior concurso de carcaças Angus já realizado no País

I Concurso de Carcaças Angus – O Show da Qualidade Não Pára supera expectativas em expõe o potencial da raça no Estado

IMG_2585A Associação Brasileira de Angus realizou na última quinta-feira (31/10), em Bataguassu (MS), o maior abate técnico da raça já conduzido no País. O 1° Concurso de Carcaças Angus MS – O Show da Qualidade Não Pára reuniu na unidade do frigorífico Marfrig mais de 700 animais, de 17 criadores da região.

Os números mostram que o concurso, que já se tornou tradicional na região Sul (este ano a cidade de Alegrete (RS) recebeu a oitava edição do abate), chegou ao Brasil central com toda força. “Iniciar um evento como este como tal volume, demonstra o tamanho do potencial da raça Angus no Brasil central”, afirma o Gerente Nacional de Fomento do Marfrig, Gustavo Martini.

O destaque do evento, porém, não se restringiu ao grande volume de animais inscritos. A qualidade dos lotes que passaram pela planta de abate também foi destacada pelos jurados da prova.

IMG_2602“Os animais machos que vimos aqui apresentaram excelente padrão racial e de terminação de carcaça. São muito superiores aos padrões que costumamos ver o dia a dia”, avalia o supervisor da Angus para os Estados de Mato Grosso do Sul e São Paulo, Diegho Henrique Biondo Ribeiro.

As características do lote Grande Campeão entre os machos, inscrito pela Agropecuária Maragogipe, confirmam o que diz o jurado. O grupo de animais superprecoces, com idade variando entre 12 e 14 meses, registrou média de peso de 363 quilos de carcaça(muito acima da apresentada pelos demais), e acabamento de gordura uniforme (padrão desejado pela indústria frigorífica).

O diretor-executivo da empresa, Wilson Brochmann comemorou muito o resultado. Emocionado, ele agradeceu à equipe da fazenda, em especial ao capataz José Hamilton de Souza Filho (o Neno), responsável pela seleção e manejo dos animais do lote.

Rede de informações – Além de salientar o potencial que os animais obtidos através de cruza da raça têm em obter peso de adulto com apenas um ano de idade, Brochmann destacou a importância do concurso na medida em que promove o encontro de produtores para a troca de experiências. “Trata-se de um passo importante. O início de uma tradição que vai permitir a trocar de informações cada vez maior, o que é importante para a melhoria da carne produzida na região”, diz.

O mesmo salienta Martini, do Marfrig, que reitera a importância do concurso na medida em que cria uma rede de troca de informações entre os pecuaristas da região e também permite que a indústria sinalize para esses produtores quais padrões de carcaças o mercado procura.

IMG_2622O gerente do Programa Carne Angus Certificada, Fábio Medeiros, faz coro ambos e adiciona o fato de que os resultados obtidos no concurso mostram para todos os produtores até onde eles podem chegar e o que têm de fazer para atingir os mesmo resultados. “O concurso aponta em quem a produção tem de se espelhar para melhorar seus resultados e entregar o que o programa preconiza, que é a carne de alta qualidade”, diz.

Paradigma – “Os produtores de Mato Grosso do Sul mostram para o mercado a sua capacidade de produzir e terminar animais de alta qualidade, algo que no Estado é considerado um problema. Ou seja, temos aí a sinalização de que pode haver uma quebra de paradigma”, afirma o supervisor técnico do programa de fomento Angus do Marfrig, Tito Rubens Mondadori.

O supervisor da Angus para os Estados de Mato Grosso e Goiás, Maychel Carvalho Borges, que também julgou as carcaças do concurso, afirma o mesmo.  “Vimos no concurso lotes terminados a pasto com qualidade similar ou superior à de animais confinados. Foi um bom comparativo, que mostra o também potencial dos animais meio sangue terminados a campo”.

Além da Agropecuária Maragogipe, que teve o lote Grande Campeão entre os machos e reservado de campeão entre as fêmeas, foram vencedores do concurso também a Ventura S/A (Grande Campeã Fêmea) e Nelson Krause (Reservado de Campeão Machos).

Compartilhar
1 comentários on Bataguassu (MS) recebe o maior concurso de carcaças Angus já realizado no País
Mario Celso F. Lacôrte
Como consultor em agropecuária à mais de 30 anos, é com muita satisfação que vejo o crescimento da raça angus em todo o pais. No início, quando recomendávamos a raça para o cruzamento industrial, o comentário geral era de que suas exigências nutricionais eram elevadas. Nesse situação sempre respondi que era isso mesmo que precisávamos, animais com grande potencial produtivo que mantidos em boas pastagens e bem nutridos na terminação, mudariam o perfil da atividade como um todo. Estamos chegando lá. Vamos em frente.

Publicar Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *