Robe De Mariée Balklänning

Programa de Melhoramento

MELHORAMENTO GENÉTICO ANGUS

No mundo todo, os usuários da raça Aberdeen Angus utilizam os dados de avaliação genética para seleção de sêmen, reprodutores e ventres. Preocupada com a evolução genética e o crescimento da Raça Aberdeen Angus no Brasil, a
Associação Brasileira de Angus criou o Programa Melhoramento Genético Angus para executar a seleção dos rebanhos baseado em dados de desempenho na avaliação genética, através da metodologia em nível internacional adotada pelo PROMEBO® (Programa de Melhoramento de Bovinos de Carne), um sistema moderno, simples e econômico para o melhoramento através da seleção dentro e entre rebanhos de gado de corte de todo o Brasil.

PORQUE AVALIAR SEUS ANIMAIS NO PROMEBO?

A avaliação genética é a única forma de separarmos os efeitos ambientais dos efeitos genéticos, permitindo identificar animais REALMENTE superiores dentro do seu rebanho e na raça, uma vez que o efeito ambiental (alimentação, doenças, idade e produção de leite da mãe, manejo, etc) colabora com cerca de 70% do que vemos em um animal (fenótipo). Estes efeitos não são transmitidos a seus filhos!

Através do PROMEBO podemos realizar comparações entre toda a população avaliada da raça, fornecendo a chamada Diferença Esperada na Progênie, ou DEP.
Esta DEP é obtida a partir de uma base de dados única e centralizada, englobando os rebanhos conectados ao programa. Desta forma, seus animais serão geneticamente comparados a toda a população avaliada, permitindo a seleção de animais geneticamente superiores. Estas comparações realizadas dentro e entre rebanhos possibilitam a seleção de touros pais, ventres e animais jovens adequados aos seus critérios de seleção, e que vão, sem dúvida, produzir gerações cada vez melhores na sua propriedade.

COMO FUNCIONA A AVALIAÇÃO

Os animais são avaliados através de um conjunto de características objetivas e escores visuais por avaliadores treinados, através dos cursos promovidos pela
ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE ANGUS e PROMEBO, e pelos técnicos da ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE ANGUS. As características avaliadas por escores visuais tem alta correlação com as mesmas medidas de forma objetiva, sendo cientificamente comprovada por inúmeros trabalhos sua acurácia. Quanto mais treinado o avaliador, melhores serão os resultados.
Os dados visuais são atribuídos de forma comparativa entre animais de cada grupo contemporâneo, valorando assim suas diferenças em um ambiente único.
Os dados coletados são avaliados por especialistas em Melhoramento Genético Animal do PROMEBO e GENSYS através de metodologia dos modelos mistos, que considera os dados do animal e seus parentes próximos. Neste processo, são realizadas uma série de ajustes que permitem a comparação justa entre animais, como a idade da mãe, data juliana de nascimento e idade, entre outras.

AS BASES PRATICAS DA AVALIAÇÃO

O processo de avaliação é simples e econômico e está baseado em dois momentos, sendo o primeiro realizado à desmama e a segundo ao sobreano. Alguns procedimentos, no entanto, são fundamentais para a qualidade dos dados gerados:
– Identificação individual e controle de rebanho: A identificação individual e controle de nascimentos e paternidade são obrigatórios.
– Formação de grupos de contemporâneos: A avaliação é realizada através das diferenças observadas dentro dos grupos de contemporâneos. A formação destes grupos é fundamental para precisão dos dados. Grupos de Contemporâneos são animais que foram conduzidos recebendo as mesmas oportunidades durante todo o processo de avaliação, ou seja, após o nascimento, manejados juntos com as mesmas práticas de manejo até o final da avaliação.
– Jejum: Está cientificamente demonstrado que existe grande variabilidade no peso entre animais conforme condições como capacidade digestiva, ingestão de água, etc. Desta forma, a realização de jejum de 12 a 14 horas é fundamental para não gerarmos diferenças não computáveis à genética entre animais.
– Conectividade: Para que a comparação entre rebanhos possa ser realizada, é necessário que haja laços genéticos que unam estes rebanhos. Utilizar touros que gerem conectividade através da Inseminação Artificial é fundamental.

AVALIAÇÃO POR ULTRASSONOGRAFIA

A avaliação de Carcaças por Ultrassonografia é uma realidade na Raça Aberdeen Angus em função de sua aptidão carniceira por excelência. É um processo bastante simples que permite selecionar animais superiores para produção e qualidade de carne, através de características como a Área de Olho de Lombo, que guarda alta correlação com o rendimento de desossa, espessura de gordura subcutânea e nas cadeiras, altamente correlacionais a precocidade de terminação e marmoreio, que caracteriza a raça e sua qualidade de carne.

Saiba mais informações sobre o PROMEBO: http://www.promebo.com.br/Manual.pdf

Balklänning weddingdressonline Robe De Mariée Balklänning