Robe De Mariée Balklänning

Produtores têm até 31 de janeiro para aderir à PGA

16/12/2016 16:460 comentáriosVisto: 42
Crédito: Luiza Mendes

Crédito: Luiza Mendes

Os produtores que entregam gado para o Programa Carne Angus e que quiserem continuar operando com o sistema e recebendo as bonificações deverão realizar o cadastro na base de dados da Plataforma de Gestão Agropecuária (PGA) até 31 de janeiro. Depois dessa data, animais fora do banco de dados não poderão ser mais classificados como Carne Angus Certificada. O alerta foi feito pelo médico veterinário Fabio Medeiros, gerente do Programa Carne Angus Certificada, durante palestra realizada na Associação de Funcionários da Cotripal, em Panambi (RS) nesta quarta-feira (12/12). Quem ainda não fez o cadastro, deve acessar o site da CNA (http://www.cnabrasil.org.br/protocolo-angus) ou o link do Protocolo Angus no próprio site da Associação Brasileira de Angus e preencher o formulário. Após, o criador receberá um email no endereço eletrônico informado para confirmação e validação de cadastramento. O procedimento não impõe nenhum custo ao criador. Ao aderir à PGA, o pecuarista se responsabiliza a prestar informações sobre o rebanho à base de dados nacional, uma exigência do Ministério da Agricultura para validação de procedência genética da carne e rotulagem dos cortes Angus.

O encontro em Panambi reuniu cerca de 80 produtores e técnicos da Cotripal, que também acompanharam palestra sobre bem-estar animal, ministrada pela médica veterinária Ana Doralina Menezes, coordenadora regional do Programa Carne Angus Certificada. “Práticas de bem-estar animal impactam economicamente, pois evitam perdas na hora do abate. Não adianta investir em genética, sêmen e terneiros Angus e alterar o produto final por não saber manejar o gado”, destaca, ressaltando impactos diretos no gancho. “Com mudanças em atitudes diárias e treinamento de funcionários, podemos obter grandes resultados”, conclui.

Entenda mais sobre o Protocolo Angus

O Protocolo Angus é o que se chama de “protocolo de rastreabilidade de adesão voluntária”, uma ferramenta que permite acesso a mercados que demandam produtos de alto valor agregado e, geralmente, pagam mais por eles. Para aderir, é preciso seguir os requisitos exigidos por esses clientes, sejam eles nacionais ou internacionais.
O chamado Sistema Gestor dos Protocolos de Rastreabilidade administra as informações da Base de Dados Única (BDU) da PGA para verificar o cumprimento das regras ou requisitos estabelecidos nos protocolos. De responsabilidade da CNA, ele integra pecuaristas, frigoríficos e os consumidores, dando maior transparência a todo processo produtivo. Pioneiro no país, o Protocolo Angus foi oficializado em maio de 2015 e, na sequência, seguido por outras raças de corte.

Para mais informações, acesse: http://rastreabilidade.cnabrasil.org.br/

Deixe um comentário


Balklänning weddingdressonline Robe De Mariée Balklänning