Robe De Mariée Balklänning

Genética Angus otimiza produção e potencializa integração com áreas de agricultura

11/08/2017 14:120 comentáriosVisto: 56
Palestra Angus do Circuito Touro Angus Registrado destaca em Livramento o potencial genético da raça. Foto: Carolina Jardine

Palestra Angus do Circuito Touro Angus Registrado destaca em Livramento o potencial genético da raça. Foto: Carolina Jardine

Até 2025, a área plantada de soja deve aumentar 17,6% e a de arroz, 7,6% no Rio Grande do Sul. Os números do Mapa alertam para um avanço da agricultura sobre áreas tradicionais de pecuária, um movimento visualizado com ênfase na região da Campanha e que chamou atenção durante palestra do Circuito Touro Angus Registrado na noite de quinta-feira (10/8), no Parque do Sindicato Rural de Santana do Livramento. Organizada pela Associação Brasileira de Angus com apoio do Núcleo de Criadores de Angus e Brangus de Livramento, a apresentação reuniu cerca de 30 criadores que ouviram atentamente a apresentação do gerente de fomento da associação, Mateus Pivato. O médico veterinário destacou a necessidade de se trabalhar no campo com foco na eficiência e garantiu que, em se tratando de pecuária, a genética Angus é o caminho da maior rentabilidade. “Touro Angus Registrado é investimento e traz ganhos para as propriedades dentro e fora da porteira”, salientou, reforçando as qualidades que reprodutores marcados concedem ao rebanho. Grande parte dos touros marcados também são avaliados pelo Promebo, programa de melhoramento de bovinos de corte. “Isso mostra que estamos trabalhando forte na seleção com base em novas ferramentas”, disse.

Pivato informou que a Angus está organizando um banco permanente de material biológico para que, no futuro, sirva de subsídio para seleções genômicas. Para isso, todos os touros registrados que poderão padrear rebanhos têm tido seus pelos coletados. Em Livramento, o gerente de fomento da Angus, ao lado do inspetor técnico Luiz Walter Leal Ribeiro, ainda visitou veículos de comunicação e agropecuárias para distribuição de informativos sobre a Campanha Touro Angus Registrado.

Abrindo a agenda desta quinta-feira, o presidente do Núcleo de Criadores de Angus e Brangus de Livramento, Lourenço Acauan, frisou que a etapa do projeto Touro Angus registrado atende ao objetivo de ampliar a programação das raças na região. Criador de Brangus, ele reforçou que o trabalho por um maior uso de reprodutores registrados é uma batalha importante para toda a pecuária, independente da raça. Após a palestra, os participantes puderam degustar um entrecot Angus assado pelo mestre Paulo Maciel.

Ataque aos parasitas exige atenção

Um dos maiores problemas da criação de gado europeu no Brasil, o carrapato foi tema da segunda palestra da noite, proferida pelo consultor da Elanco Ulisses Ribeiro. Ele pontuou que o aumento da densidade de animais por hectare motivada pela expansão da agricultura também favorece a infestação do ectoparasitas nos campos da região da Campanha. Ele apresentou detalhes sobre o ciclo de desenvolvimento das larvas e ninfas e sobre os danos que grandes infestações podem trazer ao rebanho, uma vez que cada fêmea adulta é capaz de produzir 3 mil ovos. “O que temos visto são fazendas com alta infestação de carrapato”, pontuou, alertando que a falta de frio deste inverno vem agravando a situação, já que a geada geralmente quebra o ciclo dos parasitas. “Neste ano, as temperaturas mínimas do inverno estão acima da média, quase nos índices ideais para a reprodução do carrapato”, informou.

O uso incorreto de químicos também foi abordado e é outro agravante que, geralmente, acaba estimulando a resistência de populações inteiras de parasita. Como a imunidade aos químicos é hereditária entre as gerações de carrapatos, esse movimento pode dificultar cada vez mais o controle. Segundo dados divulgados pela Elanco, 95% dos carrapatos de uma fazenda estão no solo e apenas 5%, no corpo dos bovinos.

Deixe um comentário


Balklänning weddingdressonline Robe De Mariée Balklänning