Robe De Mariée Balklänning

Disputa de trios mantém tradição

29/08/2016 17:060 comentáriosVisto: 525
Foto: Gabriel Olivera

Foto: Gabriel Olivera

 

A chuva insistente da manhã desta segunda-feira (29/8) não tirou o brilho do julgamento de trios rústicos da Expointer 2016. A prova foi conduzida pelo jurado argentino Mauricio Groppo que garantiu: a vitória veio no detalhe. “Quando temos animais bons, é sempre mais fácil decidir. E aqui tivemos qualidade e, por isso, os resultados foram em pequenos diferenciais”. Segundo ele, tanto as fêmeas quanto os machos trabalharam muito bem, “com boa conformação carniceira e muita profundidade animal”.

Veio de Santa Vitória do Palmar o melhor trio de touros Angus rústicos PO da Expointer. Os animais do lote 32 (tatuagens TE 6462, TE 6455, FIV 6457) venceram a disputa sagrando a genética da Parceria Santa Amélia Bayucuá . Também veio do trio o título de melhor macho PO com o animal FIV 6457. O trio reservado de grande campeão PO é do lote 29 (tatuagens 3997, 3993, 3971), da Cabanha Cantagalo, de Carlos Renato Acosta Ferreira, de Quaraí. Em terceiro lugar ficou o lote 33 (1825TE, 1810 e 1804TE), da Cabanha São Xavier, de Caio Vianna, de Tupanciretã.

Nos animais PC, a Parceria Rotta Assis, Estância Tradição, de Santa Vitória do Palmar (RS), fez dobradinha ao vencer o trio grande campeão com o lote 35 (tatuagens 2106, 2141, 2143) e o trio reservado de grande campeão com o Lote 37 (2055, 2075, 2064). Já o 3° melhor trio foi para o Lote 38 (tatuagens 761, 759, 741), do expositor Alberto de Abreu Medeiros, da Agropecuária Maipú, Ibirubá. O melhor touro PC rústico é o animal de tatuagem 2141, da Parceria Rotta Assis, Estância Tradição, de Santa Vitória do Palmar (RS).

A disputa das fêmeas também garantiu empolgação em uma plateia lotada de criadores e familiares. O trio grande campeão PO foi o do Lote 11 (2917, TE2891 e TE2865), da Cia Azul Agropecuária, de Susana Macedo Salvador, de Uruguaiana (RS). O trio Reservado foi do Lote 3 (TE 1536, TE1527 e TE1528), do expositor Carlos Alberto Gregory, da Cabanha Las Lombas, de Novo Hamburgo. O terceiro prêmio foi para o Lote 7 (tatuagens 5252, 5204, 5196), da Cabanha Soldera, de Panambi. A Melhor Fêmea PO foi o animal de tatuagem  TE2891, do Lote 11, de Susana Macedo Salvador, da Cia Azul Agropecuária, de Uruguaiana (RS). “A principal característica é que ela é muito feminina, apesar de robusta e musculosa. Esse é um trabalho que é feito antes mesmo do animal nascer, por isso deve ser comemorado”, disse Susana.

Nas fêmeas PC, o trio grande campeão foi do Lote 20 (A819, A855 e A845), da Parceria Rotta Assis, Estância Tradição, de Santa Vitória do Palmar (RS). “É genética nacional, o que significa que a nossa genética não deve nada para a importada”, afirma o expositor Rogério Rotta Assis. O trio reservado de fêmeas PC foi do Lote 17 (5181, 5084, 5056), da Cabanha Soldera, de Irmãos Soldera, de Panambi (RS). O 3° Prêmio foi para o Lote 16 (5231, 5043 e 5019), também da Cabanha Soldera, de Panambí (RS). A Melhor Fêmea PC foi o animal de tatuagem A819, do Lote 20, da Parceria Rotta Assis, Estância Tradição, de Santa Vitória do Palmar (RS).

Tags:

Deixe um comentário


Balklänning weddingdressonline Robe De Mariée Balklänning